FOTOGRAFIA . ESCULTURA

SIMON VILLAEYS

SIMON VILLAEYS nasceu em Paris (França) em 1984. Vive e trabalha em Lisboa desde 2019. Licenciou-se em Artes Plásticas na Escola das Belas Artes de Paris em 2011 em multimédia. Já criou em vários media: fotografia, vídeo, instalação audiovisual interativa, serigrafia, e decidiu alargar o seu repertório à performance, ao desenho, à escultura. Havia anos que não tinha o tempo para criar e, felizmente, voltou a sua paixão aqui em Lisboa depois de um período de maturação. A sua obra trata da Verdade, que escreve com um “v” maior, encerrando por este meio a verdade absoluta, objetiva, factual, querendo acabar com o nevoeiro da verdade relativista, vale-tudo, e mentirosa que, pressente, nos empurrou na crise do mundo contemporâneo.

Teve poucas exposições porque ficou degustado do mundo do arte contemporâneo quando estava nas Belas Artes, mas colaborou em vários projetos: uma peça de dança com um físico quântico, que não se concretizou, em 2012-2013, uma web radio, Métachronique, em 2014-2015. 2011 Portas Abertas na Escola das Belas Artes de Paris, exposição coletiva, França. 2015 Promenade dans l’art contemporain à Auvers-sur-Oise, exposição coletiva, Musée Daubigny, França. 2021 Us But Elsewhere, exposição coletiva num apartamento, Paris, França. O seu trabalho foi selecionado pela Bienal de Cerâmica de Aveiro que começa no dia 30 de outubro de 2021 até o 30 de janeiro de 2022.

NO PASSEVITE