Super Passe-vite!

Categoria: Etiqueta:

4,000.00

1 em stock

Descrição

Desde “A Arraia” de Chardin, “O Espargo” de Manet ou “A Cadeira” de Van Gogh que sabemos que a maneira de representar importa mais do que o que é representado. Daí até fixar-se num objeto usual utilitário, frio e mecânico, basta um passo que a exposição “On nous presse” ultrapassa largamente. Por um lado porque sob a sua aparente banalidade, o moinho de legumes contém uma verdadeira riqueza formal, por outro lado porque metaforicamente permite questionar de um modo lúdico uma sociedade que enaltece a velocidade, a performance, que faz pressão sobre o indivíduo.

Apesar da diversidade dos formatos, de suportes e de técnicas, a exposição é concebida como um conjunto homogéneo. Em primeiro lugar pela utilização do moinho de legumes, figura central de cada realização e traço de união entre as obras. Em seguida, pela omnipresença do círculo e da curva, brincando com a velocidade da linha direita, à rigidez dos ângulos. Na série de pequenos desenhos assim como na grande pintura é o arabesco que domina contrariando o retângulo dos formatos. Em cada “tondo” encontramos uma presença semelhante da curva reforçada pela forma circular do suporte. Quanto ao auto-retrato é a própria natureza da obra, espiral desenvolvida, que impõe ao espetador um movimento circular. Por fim, um outro traço comum à maioria dos desenhos é a utilização do papel milimétrico como suporte. Este tipo de papel habitualmente associado ao domínio científico e técnico encontra aqui uma outra função, permite por contraste com o estilo dos desenhos, todo em curvas, criar tensões geradoras de movimento.

“Interessar-se pelas pequenas coisas, é chegar às grandes, com o tempo.” escrevia Samuel Beckett. Idêntica fórmula me parece resumir bem a “démarche” que está na origem desta exposição. Assim, mesmo que nos pressionem (“On nous presse”), é a nós que cabe reivindicar a lentidão, afirmar a nossa liberdade de expressão, se possível com humor e elegância…

Informação adicional

Autor

Mathieu Sodore

Ano de Edição

2015

Formato

250X200 cm

Técnica

Acrílico sobre tela de juta

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Apenas clientes com sessão iniciada que compraram este produto podem deixar opinião.