FÁBULAS CONTEMPORÂNEAS 2

LUÍS FRANÇA : 2020.02.08

FÁBULAS CONTEMPORÂNEAS 2 LUÍS FRANÇA



08 > 29FEV 2020 : PINTURA

A arte pode levar-nos a isto, um mundo construído de fábulas infantis que povoam um cosmos completamente adulto. Porque a alma humana ou, pelo menos, banhada de humanismo, não dispensa os mitos nem as imagens surgidas de um espírito racional que, pela sua imprevisibilidade, confrontam a própria razão. Dir-se-á que é próprio da Arte o maravilhamento perante o implausível. E com razão, porque as possibilidades efabulatórias do raciocínio são infinitas.

Este conjunto de obras, para além da técnica de pintar, fruto de um continuado exercício do ofício, leva-nos a visitar o universo interior do pintor propondo-nos um inquietante exercício emocional como se trouxesse para a superfície da pele, já ressequida, os mitos indecifráveis da infância. Os seus quadros são habitados por seres reconhecíveis, alguns, quase ilustrações de uma narrativa, como se as próprias imagens tivessem coisas para contar e esperassem apenas a nossa complacência. Tudo nestas pinturas, o ritmo dos cheios e dos vazios, o jogo das cores, o tratamento das superfícies, as relações espaciais entre os personagens, as interrogações que suscitam, nos leva ao caminho que só o mundo da Arte nos pode dar.

José Maria de França Machado


+info : LUÍS FRANÇA